Voltar

Notícias

Notícias

 

Minha História, Minha Mesa Posta com a associada Joselle Lustosa, de São Luiz do Maranhão

E a primeira entrevista do ano está para lá de especial. O Clube da Mesa Posta bateu um papo com a querida associada Joselle Lustosa, de São Luiz do Maranhão. Ela tem 49 anos, é casada e tem uma filha. Joselle descobriu a mesa posta em 2016, ano em que enfrentou um sério problema de saúde. Ela criou um Instagram profissional e desde então vêm fazendo mesas maravilhosas e inspiradoras. Confira agora a nossa conversa:
CMP: Fale um pouco sobre você...
O meu nome é Joselle, mas gosto de ser chamada de Jô. Sou bancária, tenho 49 anos, sou casada e tenho uma filha de 21 anos. Nasci em São Luiz do Maranhão, em uma família de quatro irmãos.
CMP: Quando surgiu sua relação com a mesa posta?
Não conhecia o termo "meseira" ou "mesa posta", mas já gostava de mesa arrumada. Minha maior preocupação era com o preparo da comida. Esta tinha que estar bem-feita e com belas guarnições. Em janeiro de 2016, descobri um câncer no útero e me submeti a uma histerectomia para tratamento. Fiquei seis meses de licença médica me recuperando e meu emocional foi muito abalado. Em setembro daquele ano, navegando pelo Instagram, vi umas postagens das "meseiras de São Luís". Comecei a seguir e descobri várias meninas caprichosas e talentosas, como a Juliana - fundadora do ig @meseiras de São Luís, Thaísa Jansen (@mesasdathata) e Dayane (@mimos_da_darling) com quem adquiri minhas primeiras peças de mesa. Em outubro, postei a minha primeira mesa no ig @josellelustosa e em dezembro, participei da I confraria natalina de mesas do Brasil sendo semifinalista. Percebi que "praticar" a mesa posta é reunir amigos e a família em torno de uma mesa harmoniosa, caprichosa, cheia de amor e carinho. Isso aproxima as pessoas e resgata valores.
CMP:O que ela trouxe de positivo para você?
A mesa posta me trouxe um sopro leve de brisa fresca em 2016, um ano marcado por turbulências e muitas vitórias ao mesmo tempo. Durante minha licença médica, ficava apenas assistindo filmes e cuidando de casa, estava com o emocional abalado. Foi nesse período que conheci a mesa posta.

CMP: Na sua vida, a mesa posta é apenas um hobby ou já virou profissão?
Ainda é um hobby. Já participei de alguns workshops e de um curso de etiqueta à mesa para me aperfeiçoar. Quem sabe inicio uma consultoria, mas, em primeiro momento, quero me divertir e agradar a família e amigos. Gosto quando as pessoas reconhecem o que faço.

CMP: De onde surgiu a ideia da página mesasdajo?

Em julho de 2017, conversando com o meu marido, surgiu a ideia: separar o meu Instagram pessoal (deixá-lo privado) e criar outro somente para postar as mesas, catalogando melhor esse hobby. Meu maior propósito com ele é divulgar as minhas mesas e inspirar outras pessoas. E, claro, receber muitas curtidas e elogios (adoro!).

CMP: Como conheceu os grupos de meseiras pelo Brasil? O que esses grupos significam para você?

Conheci o "mesasdobrasil" quando participei da I confraria nataliana de mesas do Brasil e, como envolvia meseiras de todo país, fui conhecendo outros grupos. Depois, conheci a @meseirasdobrasil, aqui do Maranhão (cidade de Imperatriz), fundado pela Viviane Moreira. Essa interação é fantástica pois aproxima as culturas diante da mesa. Independente da região, conseguimos arrumar a mesa do mesmo jeito, com cuidado, amor e dedicação.

CMP: De onde surgem as ideias para suas mesas?
Busco inspirações em outros grupos de meseiras, onde descubro as tendências do momento. Gosto dos grupos que definem "temas", pois isso direciona e incentiva a criatividade. Atualmente, estou na 14ª postagem Do desafio do Instagram @pluralhome e, também faço mesas pra ocasiões especiais como aniversário na família, recepção de amigos, eventos temáticos como "Páscoa", "Dia das Crianças", "Halloween", etc.

CMP: Quem são suas inspirações?
Primeiramente meu marido e minha filha que me motivam a continuar "fazendo" mesas, comprando "coisas" sem críticas e comentários ruidosos. Preparo para eles admirarem. Depois, as meseiras mais experientes, com mais seguidores, nas quais sigo buscando técnicas diferentes, tendências e melhorar a cada dia.

CMP: Qual seu estilo de recepção favorito?
Gosto da recepção informal. Os convidados ficam mais à vontade e, nós, relaxamos mais sem tanta preocupação com a etiqueta. Mas tenho muita atração pela formalidade, é um desafio que ainda não me propus.

CMP: Na sua opinião, o que é ser um bom anfitrião (ã)?
Primeiramente, o anfitrião tem que conhecer os seus convidados...gostos, preferências e grau de relacionamento com os outros convidados para promover um encontro harmonioso, agradável, com leveza e muita diversão. Ainda, uma base de etiqueta e um bom serviço gourmet. Tudo tem que estar em perfeito equilíbrio. Tem que render elogios.

CMP: Quais dicas você dá para quem quer se tornar uma boa anfitriã?
Prepare a sua casa para receber os seus convidados: limpeza, organização; conheça os gostos dos convidados para preparar um cardápio agradável a todos; convide pessoas que se conheçam para ter uma interação maior; seja prestativa e atenta às demandas que surgirem; seja cordial e amável e, principalmente, divirta-se.

CMP: Você tem outros projetos com a mesa posta?
Pretendo iniciar consultorias, palestras e workshops.

CMP: Dê algumas dicas básicas para quem vai compor uma mesa pela primeira vez.
Escolha uma louça branca básica, que combina com tudo; use o jogo americano que você tiver ou uma toalha de mesa; coloque os itens "masculinos" do lado esquerdo do prato (garfo, guardanapo) e os itens femininos do lado direito (faca - lado de cortar virado para dentro, colher); use o copo ou taça de água do lado direito (acima da faca). São regras básicas. Você pode harmonizar de acordo com o seu gosto/ preferência. O mais importante é você gostar e fazer com amor. Tudo fica bem!
CMP: A mesa posta perfeita é....
A mesa posta ideal sempre é a do dia onde você celebra a vida com as pessoas que ama.

CMP: O que você espera para 2018?

Muita saúde, paz, amor e dias felizes.

Siga a página da Joselle pelo Ig @mesasdaJo. Confira agora algumas mesas feitas por ela:


Minha primeira mesa posta: embora um pouco insegura...gostei do resultado e a minha família ficou surpresa...adorou!


Mesa de Natal com a qual fui semifinalista na I confraria natalina de mesas do Brasil. Fiquei feliz com o resultado. Havia preparado à noite, às pressas e ficou melhor do que imaginei.



Mesa de Natal que fiz para o desafio do ig @pluralhome, que são desafios diários durante todo o mês de dezembro. O objetivo é soltar a criatividade, fazendo mesas posta com temas diversos. Estou participando todos os dias. Tem sido maravilhoso, pois tenho praticado muito a mesa posta. Tenho tido boa aceitação dos seguidores. O tema desta mesa foi presente de Natal.



Outra mesa do desafio do @pluralhome. O tema foi Natal Metálico. Neste desafio, todos os dias são sorteados prêmios, doados por patrocinadores diferentes. Estou participando rigorosamente.