Voltar

Dicas

Dicas

 

Daniela Rocha fala sobre a experiência do lar

A entrevistada deste mês é a pedagoga e especialista em gestão e orientação educacional Daniela Rocha. Há um ano a especialista realiza um trabalho voltado para mulheres inspirados no livro “ A experiência do Lar” da autora Devi Titus. Daniela é a responsável pelo Ministério Guardiãs do Lar, em Anápolis, cujo nome também é inspirado na obra, e atualmente ministra cursos e palestras em todo país. Para Daniela, todas as mulheres precisam conhecer o livro que mudou sua vida.

Confira agora a entrevista na íntegra:


CMP: Como surgiu seu trabalho com mulheres e o ministério Guardiãs do Lar?
O ministério "Guardiãs do Lar” de Anápolis começou há um ano com uma estratégia para atrair mulheres: “Chá Interdenominacional para Mulheres A Experiência do Lar". Um trabalho mensal inspirado no livro “A Experiência do Lar” da Devi Titus, que tem por finalidade a edificação e restauração das famílias. O chá é realizado em igrejas e a programação aborda desde ensinamentos do livro até dicas de etiqueta e mesa posta. O objetivo principal do evento é apresentar o livro e divulgar os cursos que realizamos.

CMP: Como começou sua história com o livro?
Eu conheci o livro em 2015, quando estava enfrentando situações difíceis em minha vida, estava em um estado depressivo, mas Deus foi misericordioso e não permitiu que avançasse. Ao ler o livro, minha ficha caiu completamente, foi quando entendi meu papel como mãe e esposa. O livro me impactou muito e, como foi bom para mim, eu senti o desejo de alcançar outras mulheres com esse trabalho. Eu moro em Brasília, mas senti de começar com o ministério em Anápolis e foi daí que surgiu a ideia do chá. O chá é um evento interdenominacional, acontece em igrejas diferentes, mas qualquer mulher pode participar independentemente da religião. Nele, nós fazemos uma apresentação do livro, temos dinâmicas, café da tarde, dicas, sorteios e muitos outros momentos. Nós começamos em Anápolis, mas já estamos com convites para outros estados.


CMP: Quais são os princípios abordados por Devi no livro?
No livro "A experiência do Lar", a autora Devi Titus menciona 4 princípios que norteiam toda a obra. O princípio da dignidade e santidade do lar fala sobre a mulher ser responsável pela atmosfera de paz e amor da casa e sobre caráter e aparência. O lar precisa ter aparência (organização e limpeza fazem parte de uma boa atmosfera) e caráter (princípios éticos, morais e bíblicos). O princípio do Também foi o que mais me marcou, ele nos motiva a sempre sermos melhores, fazendo além das nossas expectativas: se lavou a louça, seque-a TAMBEM, preparou um jantar, faça a sobremesa TAMBÉM, Limpou a casa, acenda um aromatizador TAMBÉM e assim por diante. O princípio do use o que você tem nos ensina a aproveitar o que temos em mãos; se você tem uma louça bacana, não aguarde uma ocasião especial para usar, aliás, o especial é o dia a dia com a família. Eles merecem o melhor e são as pessoas mais importantes. Por último, temos o princípio da mesa que fala sobre o poder da comunhão, restauração, negociação que a experiência da mesa traz.

CMP: Fale um pouco mais sobre a experiência da mesa...
A palavra mesa foi mencionada a primeira vez em Êxodo 25:8-9, na construção do tabernáculo. "Deus mandou que Moisés construísse e prepare-se essa mesa com pratos, bacias e tigelas, o que é muito parecido com uma mesa de jantar. Ele o instruiu: Coloque sobre a mesa os Pães da Presença, para que estejam sempre diante de mim. Êxodo 25:30". Sendo assim, Deus já mostrava a importância da mesa na bíblia para a família e para os outros relacionamentos: a mesa foi usada para estabelecer confiança e valorização pessoal, estabelecer honra, restaurar relacionamentos familiares, estabelecer amor aos rejeitados e ser um lugar de negociação. Davi Titus recebeu uma revelação do Senhor enquanto orava pelas famílias, Deus mostrou a ela a imagem da mesa. No início ela não entendeu o que o Senhor estava dizendo, então resolveu pesquisar na Bíblia a palavra "mesa", com isso, ela foi ministrada e inspirada pelo Espírito Santo sobre a importância da mesa para a família. Dentre outros, alguns dos benefícios de estar à mesa, é a expressão do Amor, trocas de experiências e o diálogo entre os membros da família. É à mesa que os relacionamentos são fortalecidos, por isso, é muito importante que a TV e o celular estejam desligados para que nada interfira no momento de comunhão.

CMP: O que é ser uma Guardiã do lar?
Ser guardiã vai além de lutar pelo lar. É também manter a atmosfera de paz e amor. Se a mulher está nervosa, todos os membros da sua casa se estressam, mas se a mulher tratar tudo com docilidade, o clima é outro. Devi Titus menciona esse termo em vários trechos do livro ao citar a Mulher virtuosa. A mulher virtuosa negociava, costurava, dava ordens às suas funcionárias, cuidava do marido, do bom andamento da sua casa e TAMBÉM guardava o seu lar. Logo, a guardiã do lar não deixa a casa apenas aos cuidados dos funcionários, ela cuida e protege mesmo trabalhando fora. Ela não atribui a responsabilidade dos filhos apenas a escola ou babás, mas guarda-os mesmo não estando presentes com eles o dia todo. Não é uma missão fácil, mas é totalmente possível com sensibilidade e discernimento.

CMP: Por que o cuidado com o lar é tão atribuído às mulheres?
Não é apenas uma atribuição, pesquisas apontam que as mulheres possuem características multifuncionais e é cientificamente comprovado que o cérebro feminino funciona como emaranhado de fios onde todos se conectam. Isso explica o fato de sermos tão polivalentes, ao contrário dos homens, que tem essa capacidade limitada. Além disso, somos mais sensíveis para algumas questões e já nascemos com uma vocação natural para o lar, mas também existem mulheres que optam por seguir outros caminhos, dedicando-se aos estudos e trabalho, por exemplo e isso é compreensível.
CMP: Na sua opinião, o que mais prejudica o relacionamento familiar?
Para mim, a comunicação é, sem dúvida nenhuma, um fator determinante para relacionamentos fragilizados. A arte da comunicação envolve muitos aspectos que merecem ser observados, entendidos, compreendidos e respeitados. Quando há ruídos na comunicação a tendência é o silêncio. Quando um integrante da família se fecha e guarda para si suas ideias e opiniões, ele está demonstrando que está com medo de ser julgado ou condenado. Os pais precisam ter muito cuidado ao se comunicarem, se expressarem e, até mesmo, repreenderem os filhos, sejam eles de qualquer idade. Logo, é preciso conhecer a linguagem de amor dos membros da família. Para isso, indico a leitura do livro “As 5 linguagens do amor. Cada um na sua singularidade vai receber amor de uma forma diferente. É preciso investir tempo para ter relacionamentos saudáveis.

CMP: Como funcionam os cursos?
Existem duas modalidades de cursos, o regular e o intensivo. No regular são feitos encontros quinzenais nos lares e tem a duração de cinco meses. Nele, são realizados nove encontros, onde em cada um é explorado um capítulo do livro. Após os nove encontros, é realizado uma formatura e, caso alguma formanda tenha o interesse em ser uma mentora, ela receber uma unção para ensinar. Já os cursos intensivos geralmente são feitos em hotéis e tem a duração de três dias. O principal propósito do intensivo é formar mentoras, que são pessoas capacitadas para passar os ensinamentos adiante. Para os dois cursos existe uma taxa de inscrição.

CMP: Já teve muitos depoimentos de mulheres que aplicaram os princípios do lar?
Sim. O tempo todo recebo mensagens de testemunhos de mulheres que começaram a ver seu lar com outros olhos depois que passaram por essa incrível experiência. Estamos aos poucos mudando o conceito de "dona de casa". Pois até pouco tempo era um demérito ser mulher e cuidar da casa, marido e filhos. Nós acreditamos que empoderamento verdadeiro foi dado às mulheres pelo próprio Deus em (Gn: 3:15). Somos mulheres e há muito poder nisso à luz da palavra de Deus. Costumo dizer em nossas reuniões que pelo menos 3 grandes poderes recebemos do Senhor: 1- Gerar vida (não só fisicamente, mas com ações, atitudes e palavras); 2- Representar uma nação, muitas nações são representadas por suas mulheres; 3- Transformar uma geração, temos esse poder de educar, ensinar, instruir a próxima geração. O que estamos ensinando para nossos filhos? Para os jovens? Por isso quero me empenhar em um trabalho voltado às jovens e solteiras em 2018! A próxima geração está por um fio. Precisamos urgentemente nos levantarmos como um exército e lutar pela nossa família!


CMP: Quais as dicas que você dá para quem quer restaurar a comunhão familiar?
Não existe uma receita infalível para isso. A estratégia que deu certo para mim, pode não funcionar para outra pessoa. É preciso orar e buscar em Deus uma estratégia certa para cada situação. Mas, para todos os casos, indico sempre seguirmos o que as escrituras nos ensinam: Seja rápido em perdoar (1Pe:5-5); perdoe várias vezes por dia (Mt: 18:22); não vá dormir brigado (Ef: 4-26); ame o próximo como a ti mesmo (Mt: 19-19), o amor cobre uma multidão de erros (1Pe 4:8) e, prepare uma mesa (Sl: 23-5). Lembrando que a mesa não é um lugar de cobranças, mas de reconciliação e perdão. O perdão é a chave para qualquer restauração!


CMP: O Natal é uma data oportuna para reunir a família, até mesmo pelo significado religioso que envolve a época. Para você, como as famílias podem começar aplicando esses princípios nesta data?
Naturalmente as famílias já colocam esses princípios em prática nas festas de fim de ano. Ao preparar a ceia de natal os quatro princípios se fazem presente mesmo que inconscientemente. O clima natalino traz consigo a atmosfera de paz e amor (1 princípio), as famílias sempre fazem algo a mais nessas festividades (princípio 2- fazer além), ao prepararmos a ceia usamos o que temos para servir com amor (princípio 3) e, claro, a mesa posta com comidas típicas (princípio 4). Se você ainda não adotou esses princípios para em sua vida, pode começar pelo Natal e aplicá-los para o resto do novo ano.
Para acompanhar o ministério Guardiãs do Lar, siga a página do Instagram: guardias_do_lar_anapolis ou facebook: Guardiãs de Anápolis



Sobre o livro A experiência do Lar:
É extremamente necessário organizar a sua vida agitada para transformar seu lar em um verdadeiro refúgio de amor e paz. Em A Experiência do Lar você vai aprender tudo isso de uma forma muito agradável, fácil de entender e colocar em prática. As habilidades que este livro quer desenvolver em você vão desde relacionamento e tipos de personalidade até organização e hospitalidade, onde a dedicada e experiente mentora Devi Titus vai te guiar amavelmente. Vamos diminuir o nosso ritmo neste ano e viver A Experiência do Lar. “Com sabedoria se constrói a casa, e com discernimento se consolida. Pelo conhecimento os seus cômodos se enchem do que é precioso e agradável. ” – Provérbios 24.3 e 4. Devi Titus é uma renomada conferencista e esposa de pastor há mais de 49 anos. Ela é uma pessoa fantástica que tem contagiado milhares de vida por onde passa. Aqui no Brasil ela possui muitas admiradoras que declaram que apenas o fato de conhecê-la já é uma experiência formidável.
Prefácio por Ana Paula Valadão Bessa.